Utilização de peixes no Aquapaisagismo

Por Leonardo Alves

 

 

 

 

Primeiramente é importante ressaltar que o objetivo do aquapaisagista é reproduzir uma paisagem, seja ela inspirada em paisagens terrestres ou subaquáticas, em seu aquário. E que a correta escolha do hardscape e flora são fundamentais para se conseguir um bom resultado. Contudo, os peixes podem e devem contribuir de forma harmoniosa para o conjunto.
Levando-se em conta que invariavelmente o aquapaisagista trabalha com perspectiva, fazendo seu trabalho parecer muito maior em tamanho do que de fato é, a correta escolha dos peixes ganha um papel fundamental para o sucesso da montagem. Geralmente, os peixes de tamanho reduzido e que sejam “cardumeiros”, ou seja, que nadem de forma agrupada/ordenada, são os preferidos pelos aquapaisagistas.
Outro ponto de muita importância é verificar se os peixes escolhidos são adequados aos parâmetros da água do aquário. E também verificar a compatibilidade entre as espécies, caso se escolha mais de um tipo. Precisamos promover um mini ambiente harmonioso para fauna e flora, onde suas necessidades sejam totalmente supridas.
Diante do exposto, vou descrever as espécies mais utilizadas para essa finalidade, especificamente os tetras. Existem algumas outras espécies de ciprinídeos e poecilídeos  que também podem ser utilizadas, porém não serão abordados desse artigo.
Obs: O objetivo do artigo não é descrever a ficha de cada peixe e sim explicar brevemente suas características e aplicação no aquapaisagismo.

Tetras
 
Paracheirodon axelrodi Um dos peixes mais conhecidos e difundidos no aquarismo. Suas cores azuis e vermelhas causam um belíssimo contraste com as plantas e hardscape. É um “coringa” nas montagens de aquapaisagismo, pois compõe bem diversas propostas. Conhecido como tetra cardinal, cardinal neon ou simplesmente neon.

 
Paracheirodon inessi Chamado popularmente de neon verdadeiro, esse peixe possui uma beleza sem igual. A principal diferença para o Paracheirodon axelrodi é a faixa vermelha que começa na nadadeira anal indo até o pendúnculo caudal. Seu ventre não tem cor. É cada vez mais comum achar esse peixe nas lojas, tendo em vista que quase a totalidade comercializada hoje é reproduzida em cativeiro.

 
Paracheirodon simulans  Seu nome popular é Neon verde. Trata-se da menor espécie de tetra neon existente, não ultrapassando os 3 cm. Ideal para aquários menores. Sua disponibilidade em lojas é sazonal, tendo em vista serem coletados na natureza em períodos específicos. Sem dúvidas um dos melhores peixes para a utilização em aquapaisagismo.
 
Hemigrammus bleheri  Popularmente conhecido como Rodóstomo, trata-se de um dos mais populares tetras. Podem chegar aos 5 cm, sendo indicado para montagens maiores. Quando bem adaptado fica com a cabeça bem avermelhada. Nadam em cardume o tempo todo.  Existe uma espécie praticamente idêntica que é o Hemigrammus rhodostomus, que é muito mais difícil de se encontrar nas lojas de aquarismo.
Aphyocharax anisitsi Conhecido como tetra enfermeirinha, trata-se de um lindo peixe com coloração azulada e nadadeiras vermelhas. Quando bem adaptados nadam em “school” por todo aquário. Uma particularidade desse peixe é a sua longevidade, podendo viver cerca de 10 anos. Podem atingir 5 cm, sendo indicado para tanques maiores.

 
Aphyocharax rathbuni Conhecido como tetra Green fire, é um belíssimo peixe com coloração esverdeada e uma chamativa faixa vermelha entre as nadadeiras anal e caudal. Nadam em cardume por todo o aquário quando bem adaptados. São curiosos e ficam “pastando” pelas plantas a procura de alimentos. Podem chegar aos 5cm.
 
Axelrodia riesei Conhecido como Tetra Rubi, trata-se de um peixe bastante indicado para o aquapaisagismo. Possui coloração vermelho-acobreada muito chamativa.  Possui tamanho diminuto, não ultrapassando os 2 cm. Infelizmente é muito difícil encontrar esse peixe em lojas de aquarismo no Brasil. Praticamente toda a coleta é destinada ao exterior.
Nematobrycon palmeri Seu nome popular é tetra Imperador. Lindíssimo peixe, porém seu tamanho pode ultrapassar os 6cm. Não tolera temperaturas acima de 28ºc. Uma particularidade é o diformismo sexual facilmente perceptível, onde os machos possuem a íris dos olhos azuis e as fêmeas, verdes.
 
Hyphessobrycon amandae  Todos conhecem esse peixe como Tetra Foguinho. Talvez seja o peixe mais utilizado no aquapaisagismo, pois possui uma beleza ímpar e não ultrapassam os 2,5 cm. Também são relativamente fáceis de encontrar em lojas especializadas. Sua coloração avermelhada e seu comportamento cardumeiro  fazem desta espécie uma excelente opção para projetos de aquapaisagismo.
Hyphessobrycon amapaensis Chamado de tetra amapaense ou tetra Amapá, é um peixe com uma belíssima faixa vermelha que vai desde sua iris até o pendúnculo caudal. Não ultrapassa os 3cm. Não é comum sua disponibilidade em lojas de aquarismo.
Hyphessobrycon elachys   Outro peixe que está sendo bastante utilizado no aquapaisagismo. Seu nome popular é tetra Kaiser ou German Kaiser. Possui coloração prateada e a cauda preta e branca. São muito ativos e cardumeiros. Normalmente não ultrapassam os 2 cm, porém já vi alguns indivíduos com aproximadamente 3 cm.
 
Hyphessobrycon Eques  Peixe bastante conhecido no aquarismo, chamado popularmente de Mato Grosso. É comum notar um comportamento territorial e até agressivo entre os machos, quando estão bem adaptados.
Hyphessobrycon flammeus  Esse peixinho , conhecido como Engraçadinho, é nativo do estado do Rio de Janeiro. Chegam aos 3 cm de tamanho e também é comum observar disputas territoriais quando plenamente adaptados.
Hyphessobrycon haraldschultzi Comercializado como tetra Red Crystal, é um peixe muito vistoso devido ao seu vermelho intenso. Bastante confundido com o Mato Grosso, esta espécie é menor e mais avermelhada. Tem comportamento territorial quando adaptados em aquários onde não há espécies grandes. Não possuem o costume de nadar em cardume, a não ser que estejam se sentindo acuados.
Hyphessobrycon herbertaxelrodi Peixe muito bonito e resistente, conhecido popularmente como neon negro. Podem chegar aos 5 cm. Quando bem adaptados nadam em cardume por todo o aquário.
Hyphessobrycon megalopterus  Peixe muito interessante , conhecido como tetra Fantasma Negro ou tetra Black Phantom. Comportamento idêntico ao Hyphessobrycon Eques, porém suas nadadeiras ficam mais vistosas quando há disputas entre os machos. Seu tamanho é de aproximadamente 4cm quando adultos.
 
Hyphessobrycon pulchripinnis  Peixe muito interessante, com  olhos vermelhos e coloração verde pálida, conferindo à ele o nome popular de tetra Limão. Chegam aos 4 cm quando adultos.

 
Tucanoichthys tucano Conhecido como tetra Tucano, trata-se de um peixe quase desconhecido no mercado nacional. Possui uma generosa faixa negra abrangendo toda a lateral do corpo e a cabeça avermelhada. Não ultrapassam os 2,5 cm, sendo muito indicado para aquapaisagismo.